Militares que participaram da Missão de Paz no Haiti são homenageados

Cumprir uma missão de paz, é um privilégio de poucos seres humanos. É, acima de tudo, uma indicação de Deus. “Fazer o bem, sem olhar a quem”. Entretanto, é de bom alvitre lembrar que, além de ser agraciado com uma oportunidade ímpar, faz-se necessário, ter suas virtudes pessoais e profissionais avaliadas pelos comandos militares que dá direito ao militar ser indicado para participar de uma Missão de Paz.

Três militares da Radiopatrulha do 6º Batalhão de Polícia Militar integraram a Missão de Paz no Haiti, os conhecidos “Boinas Azuis” foram homenageados na sexta-feira, dia 31/05. São eles: Klemerson Ricardo Osmar Cruber e Nathan de Oliveira Mello, quando no ano de 2012 estavam na força ativa do 1º Batalhão Ferroviário. Deyvid Lemos cumpriu a mesma missão no Haiti como integrante do 63º Batalhão de Infantaria. Parabéns aos guerreiros militares que levaram sua missão a sério, salvando o semelhante mesmo com o risco da própria vida. Uma prova cabal de que, o militar é a única profissão que faz Juramento de cuidar do próximo, mesmo com o sacrifício da própria vida. Atitudes como essas deixam qualquer cidadão de bem com alegria e sentimento de orgulho em ser brasileiro, principalmente ser Catarinense.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!

Deixe um comentário