Psdb e Cidadania decidem apoiar candidatura de Amin ao governo. Vice será Dalírio Beber

De forma unânime, a convenção estadual da federação que reúne o Psdb e o Cidadania decidiu apoiar a candidatura ao governo do senador Esperidião Amin (Progressistas). A opção de aliança com o governador Carlos Moisés (Republicanos) nem chegou a ser colocada em debate. Os tucanos já haviam demonstrado frustração com a oferta do governador de indicação apenas do primeiro suplente do deputado federal Celso Maldaner (Mdb) na disputa pelo Senado.

A reunião teve 11 dirigentes das duas legendas – oito deles tucanos – e foi realizada na sede do Psdb estadual, em Florianópolis. A maior parte do debate se deu em relação à indicação da vaga de vice-governador na chapa liderada pelo progressistas, em disputa pelo ex-governador Leonel Pavan, o ex-senador Dalírio Beber e o ex-prefeito Saulo Sperotto, de Caçador.

O debate foi acalorado, especialmente por parte de Pavan. Na convenção tucana, segunda-feira, ele se apresentou como opção para a majoritária. Saulo Sperotto fez sua inscrição nesta quinta-feira, em um movimento capitaneado por prefeitos do partido. A solução por consenso em torno de Dalírio foi rejeitada por Pavan, o que levou a decisão para votação.

Na hora de votação, aberta, prevaleceu a opção pela experiência, a discrição e o perfil articulador de Dalírio Beber, escolhido por oito dos 11 integrantes da convenção. Pavan teve dois votos e Sperotto, um. Dalírio Beber foi senador de 2015 a 2019, depois de ser eleito primeiro suplente na chapa liderada por Luiz Henrique da Silveira (Pmdb) em 2010. Assumiu com a morte do líder peemdebista, em maio de 2015. Agora, será candidato a vice-governador na chapa do rival do antigo aliado.

Por: Upiara

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!