Comissão avalia como estão procedimentos para diminuir fila da regulação

Representantes de entidades do setor público e privado, integrantes da Comissão de Acompanhamento do Sistema de Regulação, realizaram na tarde desta segunda-feira (27), reunião para avaliar ações conjuntas e agilizar os atendimentos da fila de espera, seja por cirurgia, consultas ou exames.

Créditos: Onéris Lopes


A reunião técnica no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), teve algumas conclusões e que agora exigirão novas tomadas de decisões. Como a que de procedimentos que tem oferta e não tem paciente, tanto de exames quanto consultas.
Para solucionar esse impasse, a deputada federal Carmen Zanotto defendeu usar os recursos de média e alta complexidade para compra de serviços e tirar os pacientes da fila de espera. “Independente do porte do município tem recursos no fundo municipal da saúde que pode ser usado com esta finalidade”, disse a deputada.
Como resultado dos trabalhos da Comissão de Acompanhamento do Sistema de Regulação, já estão agendadas mais de 300 consultas de psiquiatria, que estavam represadas. A presidente da Amures, prefeita de Palmeira Fernanda Córdova e pediu ao grupo, agilidade nos processos operacionais e técnicos internos das entidades para agilizar os atendimentos.
“É importante termos informações sobre as dificuldades, o quanto avançamos e o quanto podemos avançar para encontrarmos caminhos que diminuam as filas de regulação”, comentou Fernanda Córdova. O grupo estuda até mesmo a possibilidade de adoção do serviço de Teleconsulta e Teleconsultoria de Saúde para acelerar os atendimentos.
A reunião foi preparada pelo coordenador da Comissão Intergestora Regional de Saúde (CIS), Claiton Camargo, que apresentou os números de consultas, exames e procedimentos cirúrgicos represados na região. Ele defendeu a teleconsulta como meio para agilizar os atendimentos. E relatou sobre um piloto que realizado em Lages.
“Preparamos uma sala de teleconsulta de neurologia, em maio e junho desse ano e realizamos 600 procedimentos. Enquanto que, em igual período do ano passado foram realizadas menos de 400 consultas presenciais”, citou. Representantes dos hospitais, Câmara de Vereadores e Regional de Saúde também contribuíram com a reunião que terá novos desdobramentos na busca por soluções para diminuição da fila de regulação.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!