Ciclone impactou aviação na Serra

Condições meteorológicas adversas provocaram a alteração de rota do voo AD2728, operado pela Azul Linhas Aéreas, com origem no Aeroporto de Viracopos (Campinas/SP) com destino ao Aeroporto Regional do Planalto Serrano (Correia Pinto/SC), nos dias 16, 17 e 18 de maio. A passagem do ciclone Yakecan também impactou na operação de outros aeroportos de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade esclarece que o voo teve que ser desviado para Florianópolis nos dias 16 e 17. E que no dia 18 de maio teve que retornar à origem (Campinas), pois o Aeroprorto Internacional de Florianópolis também encontrava-se com restrições operacionais devido ao vento. As informações foram divulgadas por meio de nota expedida pelo operador aéreo.

Nesta quinta-feira , 19, o voo AD2728 precisou ser cancelado ainda em Campinas (na origem) devido ao contingenciamento do sistema de controle de tráfego aéreo no estado de São Paulo – o que gerou impactos à aviação em todo o território nacional.

A SIE lamenta os transtornos aos passageiros e ressalta que o operador aéreo adotou todos os procedimentos de realocação previstos pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Esclarece, ainda, que o Aeroporto Regional do Planalto Serrano é certificado pela ANAC para operações regulares de transporte de passageiros sob condição visual e por instrumentos, tanto diurno como noturno, com serviço meteorológico e de tráfego aéreo local homologados pelo Departamento de Controle de Tráfego Aéreo (DECEA).

Qualidade técnica – A SIE destaca, ainda, que independentemente dos ocorridos, segue investindo em melhorias no Aeroporto Regionsl da Serra Catarinense, para segurança e conforto dos usuários. Entre elas a homologação do sistema secundário PAPI (Precision Approach Path Indicator), já instalado no Aeroporto e inspecionado pelo CINDACTA; relicitação das áreas comercias internas do terminal de passageiros (cafeteria e máquinas de autosserviço) e tratativas para implantação de novo operador aéreo (com previsão de início das operações aéreas no segundo semestre de 2022).

“Reforçamos que o Aeroporto Regional do Planalto Serrano é uma conquista regional, um novo equipamento de mobilidade aguardado há mais de 20 anos. Atualmente, divide com o Aeroporto Regional Sul (Jaguaruna/SC) a 2º colocação como a pista de maior suporte/resistência de SC, o que possibilita operação de aeronaves de grande porte. É um aeroporto excelente do ponto de vista técnico e tem potencial de ser ainda melhor”, destaca o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Tenente-coronel Thiago Vieira.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!