morauto_export fhortec_export vivaserrajatir
camaralages_export
Participe pelo nosso WhatsApp

(49) 9 9119-9209

Hora local

“Nossa preocupação é trazer a comunidade para conhecer este local e também alguns dos serviços realizados pela Secretaria do Meio Ambiente. Esta área é para ser utilizada de acordo com a necessidade da população.” Sílvia Oliviera

Praca-pblica-e-utilizada-para-educaco-ambiental-1Trabalho de educação ambiental, envolvendo estudantes e comunidade do bairro Universitário, é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente tendo como espaço exclusivo a praça pública localizada em área anexa ao Ginásio Jones Minosso e Centro Serra.Ali a diretora de Meio Ambiente, Silvia Oliveira, com a colaboração direta do gerente do Horto Municipal das Flores, Giovanni Tomazelli Guesser, e da presidente da Associação de Moradores do bairro Universitário, Vilma Correa Pessoa, coordena atividades práticas de educação e conscientização ambiental.Na verdade ela desenvolve uma aula, previamente agendada, com grupos que visitam o local, com explicações práticas de como fazer um canteiro de compostagem, utilizando terra, matéria orgânica (cascas de frutas e legumes), além de folhas e capim. Esta compostagem servirá para adubação de hortas, canteiros de flores e plantio de árvores.Segundo Sílvia, a ideia é mostrar às pessoas o quanto é importante para a comunidade poder usufruir daquele espaço público, seja para aprender a cultivar uma horta, flores e árvores, ou simplesmente como local para passeio (caminhada). “Nossa preocupação é trazer a comunidade para conhecer este local e também alguns dos serviços realizados pela Secretaria do Meio Ambiente. Esta área é para ser utilizada de acordo com a necessidade da comunidade”, fala Silvia.Naquela área, o pessoal do Horto das Flores faz a trituração de galhos e folhas resultantes das podas de árvores. A serragem produzida nesta trituração é utilizada nos canteiros de compostagem, sendo que a maior parte é destinada aos canteiros de flores cultivados em avenidas, praças, logradouros públicos e jardins de prédios públicos, como por exemplo aquele implantado em frente da nova sede da Secretaria de Assistência Social e Habitação.Na tarde desta quinta-feira (13) turmas de estudantes de duas escolas, a estadual Zulmira Auta da Silva, no bairro Popular, e a municipal Mutirão, do Habitação, visitaram a praça pública. Também estiveram presentes o secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Euclides Mecabô e o empresário Valdir Della Giustina, do Centro Serra.

Praca-pblica-e-utilizada-para-educaco-ambiental-12

Horto Botânico

A praça ainda não tem nome, mas isso não é problema, por enquanto. “O objetivo, inicialmente, é transformar o local conhecido da comunidade. Para isso já formamos o grupo denominado de ‘Passeio Universitário’, o qual já requereu oficialmente à prefeitura de Lages a utilização de 4,5 mil metros quadrados para implantação de um horto botânico e de uma horta comunitária”, fala a diretora de Meio Ambiente. Silvia reside no bairro Universitário e também é presidente do grupo “Passeio Universitário”.Ela conta que no dia 29 de março o prefeito Antonio Ceron participou do plantio de árvores no local, ocasião em que foi anunciada publicamente a criação do grupo “Passeio Universitário”. Para Silvia, os moradores depois de conhecerem o local e tomarem conhecimento de sua importância ambiental, irão fazer questão de fiscalizar a área, livrando-a de depredações e mau uso.

Praca-pblica-e-utilizada-para-educaco-ambiental-14

Fotos: Daniel Costa