morauto_export WhatsApp-Image-2017-09-05-at-10.23.43 prefa-aok
camaralages_export
Participe pelo nosso WhatsApp

(49) 9 9119-9209

Hora local

Em janeiro de 2017 foi aprovada a Lei de Publicação das Filas de Espera, a número 17.066, regulamentada pelo Decreto nº: 1.168, em maio deste ano, com estabelecimento do prazo até 31 de outubro, para que todas as filas de espera estejam disponíveis na Internet

Servidores-e-prestadores-credenciados-so-capacitados-para-implantaco-do-Sistema-Nacional-de-Regulaco-5Transparência do serviço público e acesso com acompanhamento das filas de espera para consultas com especialistas, exames, como ressonância magnética, cirurgias eletivas e tratamentos especializados. Esta é a meta da capacitação oferecida nesta quinta-feira (21), no Órion Parque, visando à implantação do Sistema Nacional de Regulação (Sisreg) na Serra, tendo como públicos-alvo profissionais solicitantes que agendam as consultas médicas, tanto no município de Lages, quanto nos outros da região serrana, para os serviços feitos em Lages, e os profissionais executantes do serviço, que trabalham nas recepções das clínicas e laboratórios, na confirmação da presença dos pacientes.À plateia foi apresentado o sistema a ser utilizado assim que a Secretaria da Saúde começar a usá-lo para agendamentos e confirmações de presença. As orientações estão sedo repassadas pelo apoiador da equipe central do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Estado de Santa Catarina (Cosems/SC), Clenilson Augusto de Souza, deslocado de Florianópolis, e pela apoiadora do Cosems na região serrana, Kátia Marcon. Clenilson já iniciou os trabalhos diretamente na Secretaria da Saúde de Lages na segunda e terça-feira desta semana, na configuração do sistema. O Cosems fornece apoio aos gestores no que tange à aplicação das políticas públicas do Sistema Único de Saúde (SUS).Cada turma tem aproximadamente 35 pessoas, sendo que foram chamadas 160 para o aperfeiçoamento. No início da tarde desta quinta-feira (21), o foco foram prestadores de serviço credenciados em Lages. Na segunda turma estão servidores solicitantes das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) - enfermeiros, técnicos de enfermagem e pessoal de setor administrativo da rede pública municipal. Pela manhã, a sala de treinamento foi ocupada por profissionais de outras cidades da Serra. A inovação abrangerá, ainda, os três hospitais de Lages: Nossa Senhora dos Prazeres, Tereza Ramos e Infantil Seara do Bem.Como Lages é o município-sede da macrorregião, é referência, pois será responsável pela implantação para que os demais municípios da região consigam publicar suas filas. “Lages representa esta construção do sistema para possibilitar que todos os munícipes da Serra possam verificar a transparência da fila de espera”, pontua Clenilson. O gerente de Regulação da Secretaria da Saúde de Lages, Luis Reinaldo Fraga, explica que, na prática, o Sisreg servirá para tornar as questões mais transparentes. “O cidadão terá noção de quando entrou na fila de sua demanda, posição nesta espera, quantas pessoas estão na sua frente e o tempo de demora de atendimento. O andamento será acompanhado em tempo real.”

800 já qualificados

A capacitação no Estado começou em maio deste ano e já foi executada nas regiões Oeste, Meio-Oeste, Extremo-Oeste, Alto Uruguai Catarinense, Alto Vale do Rio do Peixe, Extremo-Sul, Sul, Alto Vale do Itajaí, Vale do Itajaí e Foz do Vale do Itajaí. Para outubro estão previstos treinamentos nas regiões Planalto Norte e Nordeste de Santa Catarina. Já foram qualificadas em torno de 800 profissionais.

É Lei

Em janeiro de 2017 foi aprovada a Lei de Publicação das Filas de Espera, a número 17.066, regulamentada pelo Decreto nº: 1.168, em maio deste ano, com estabelecimento do prazo até 31 de outubro, para que todas as filas de espera estejam disponíveis na Internet para consulta por parte do paciente. “Haverá um link. Este trabalho está sendo feito pela parceria entre Cosems, Secretaria de Estado da Saúde e Ministério Público (MP)”, acrescenta Clenilson.

Saiba mais

De acordo com o Ministério da Saúde, o Sisreg é um sistema web, criado para o gerenciamento de todo complexo regulatório, através de módulos que permitem desde inserção da oferta até a solicitação, pela rede básica, de consultas, exames e procedimentos na média e alta complexidade, bem como a regulação de leitos hospitalares, com objetivo de maior organização e controle do fluxo de acesso aos serviços de saúde, otimizando a utilização dos recursos assistenciais e visando a humanização no atendimento. Constitui uma ferramenta fornecida pelo Ministério da Saúde (MS) de forma gratuita sendo sua utilização não compulsória, como forma de auxiliar na regulação do acesso.

20170919112257A decisão acordada pelo diretor executivo da Coordenação de Segurança e Trânsito de Lages, Jacinto Bet e pela diretoria da Câmara de Dirigentes Lojistas de Lages (CDL). Para evitar prejuízos ao comércio, sempre que uma via precisar ser fechada, a entidade será previamente informada.Buscando alinhar estratégias e objetivos dos comerciantes de Lages com os eventos e atividades sociais que ocorrem em espaços públicos, os membros da diretoria da Câmara de Dirigentes Lojistas de Lages (CDL), recebeu nesta semana o diretor executivo da Coordenação de Segurança e Trânsito de Lages, Jacinto Bet.Na pauta, assuntos referentes ao trânsito e a garantia da segurança dos cidadãos nas vias urbanas e o eventual fechamento das mesmas para realização de atividades públicas como eventos, atividades culturais, esportivas, entre outras. “É muito importante está abertura da coordenação do trânsito para o diálogo. Assim, todos conseguimos manter nossas atividades sem prejuízo, tanto os comerciantes como os eventos e atividades”, comenta a presidente da CDL, Rosani Pocai.O diretor  verbalizou um acordo para que sempre que haja necessidade do fechamento de ruas para realização de quaisquer atividades, a CDL será informada. “Com essa medida evitaremos surpresas ao comércio local que acaba perdendo circulação e público.  Permite ainda, melhor articulação para uma preparação prévia por parte dos empresários do varejo lageano”, destaca Rosani.

Foto: Claine Andrade

MG4252
A Comissão de Ciência e Tecnologia aprovou a proposta (PL 6575/16) de autoria da deputada Carmen Zanotto (PPS-SC) que torna obrigatória a coleta de dados e informações sobre autismo nos censos demográficos do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) realizados a partir de 2020. A medida altera o Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei 13.146/2015).Atualmente, o estatuto já prevê que os censos demográficos incluam dados sobre pessoas com deficiência, mas falta especificar o autismo, apesar de a Lei 12.764/2012 já ter reconhecido o autismo como deficiência para todos os efeitos legais.“A efetivação dos direitos das pessoas com autismo depende de ações do Estado, mas para efetivá-las é preciso conhecer a realidade que se pretende alterar. Este é o objetivo desta proposta. Enfim, saberemos quantos autistas temos no Brasil. E mais que isso, onde vivem, como estão e a condição socioeconômica de suas famílias”, argumentou a parlamentar.Segundo a deputada, as políticas públicas ainda não garantem aos autistas o pleno exercício da cidadania, uma vez que não existem adaptações na educação, na saúde ou na assistência social. “Acreditamos que a principal causa para essa omissão do Estado seja a inexistência de dados oficiais sobre o autismo”, acrescentou.Carmen Zanotto apresentou o projeto por sugestão de Vinicius Mariano, presidente do MOAB (Movimento Orgulho Autista do Brasil). “Esta proposta demonstra a luta de todos os pais e amigos pelo reconhecimento oficial dos autistas no país”, disse. 


Tramitação

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado ainda pelas comissões de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois de aprovada pelos colegiados, a proposta será encaminhada ao Senado Federal.

Mesa-BrasilO Poder Legislativo Lageano é parceiro do evento "Ações Sustentáveis do Campo à Mesa", do Mesa Brasil Sesc, que acontece nesta quinta-feira (21) na sede da Câmara de Vereadores e no dia seguinte em várias instituições da área no município. Serão palestras e debates com pesquisadores e profissionais especialistas na área de Segurança Alimentar e Nutricional. 
  
A programação é voltada aos parceiros doadores do Programa Mesa Brasil, instituições sociais cadastradas, acadêmicos, produtores rurais, e interessados no tema proposto. No local, também haverá uma feira de produtos orgânicos (Agricultura Familiar da Região da Amures) e troca de sementes crioulas. As inscrições são gratuitas. Saiba mais: https://www.sesc-sc.com.br/blog/assistencia/mesa-brasil-sesc-promove-seminario-acoes-sustentaveis-do-campo-a-mesa-em-lages-

Quem tiver o adesivo do evento não paga estacionamento no dia das provas, em outubro

Pista-do-Arrancado-de-Caminhes-ser-testada-neste-sbadoO evento irá acontecer entre os dias 14 e 15 de outubro, na localidade de Pedras Brancas, em parceria com setor de turismo da Prefeitura de Lages. Porém, neste sábado, 23, a partir das 10 horas, a pista será testada. Pelo menos oito caminhões deverão realizar os primeiros treinos livres da 4ª etapa da Copa Santa Catarina de Arrancadão de Caminhões. Será um “aperitivo” do que irá acontecer nos dias do evento. Na ocasião, terá um “adesivaço”. Os veículos que tiverem o adesivo do arrancadão terão ingresso gratuito nos dias das provas. Duas rádios, a Massa e a Clube, estarão no local promovendo este evento prévio da competição de outubro.A pista já está pronta. Conforme os técnicos que a construíram, pode ser considerada a mais segura em terra, pois conta com uma reta de 700 metros. Por outro lado, a expectativa é grande, pois, trata-se de uma das etapas mais aguardadas pelos pilotos. Lages esteve fora do calendário do arrancadão de caminhões, havia quase cinco anos. Para a prova, estão sendo esperados mais de 30 pilotos e cerca de 400 pessoas envolvidas com as equipes que estarão em Lages.