anunciomorauto
gsovos Agua Mineral EMP

Acidente: Morre tio da deputada Carmen Zanotto

WhatsApp_Image_2017_04_10_at_19.17.jpg

Polícia e perícia farão os levantamentos das circunstâncias da morte de Anselmo Zanotto. Ele teria falecido em decorrência de um atropelamento. Anselmo Zanotto era tio da deputada federal Carmen Zanotto. A parlamentar deixou a agenda em Brasília para onde havia viajado ainda no domingo, para acompanhar os atos fúnebres. Zanotto está sendo velado na capela Nossa Senhora do Rosário e será sepultado nesta terça-feira, 11.

Texto: Edson Varela

Rapidinhas da semana

CORNETA_400x400.JPG

Partido Social Democrático realiza Convenção Estadual

O PSD -  Partido Social Democrático realizou na noite de sábado, 08/04, no Centroeventos em Lages, o Encontro Estadual do partido. Inúmeras autoridades filiadas à sigla partidária de todos os municípios Catarinenses compareceram ao local, inclusive o governador do Estado, Raimundo Colombo. Segundo os membros do Diretório Municipal do PSD, o evento alcançou seus objetivos programados. Entre eles, a eventual candidatura do primeiro mandatário estadual a Senador da República em 2018. Também marcaram presenças, além de parlamentares federais e estaduais, centenas de vereadores e prefeitos, como por exemplo, Antônio Ceron, prefeito de Lages. Durante o evento muitos representantes de outras siglas partidárias visitaram o local, em especial o presidente do PP de Lages, o advogado Sandro Anacleto e o vice prefeito Juliano Polese, integrantes da Coligação PSD/PP que elegeu o prefeito Ceron.

Ruas com sinalizações precárias

A Diretran de Lages, necessita tomar algumas providências com algumas da ruas mal sinalizadas, as quais protagonizam sérias complicações aos condutores de veículos. Lembramos que, por exemplo, uma rua que tem seu início quase em frente à Secretaria do Meio Ambiente, com precária sinalização existente; e, por ser mão única, vários acidentes já aconteceram, principalmente ao desembocar na avenida Presidente Vargas. Vale ressaltar que, naquele local, também faz-se necessário uma Faixa de Segurança para o pedestre. Fica aqui o lembrete ao “Cherifão” Jacinto Bet, diretor da Diretran de Lages.

Faltam 1.200 vagas nas creches de Lages

Muitas famílias estão enfrentando sérios problemas para que o casal (marido e mulher) possam trabalhar, já que não possuem condições de deixar o filho, ou filhos, sozinhos na casa, o que é proibido por Lei. Entretanto, a única saída, seria colocar ou colocá-los numa Creche Municipal. O que é uma solução impossível de ser encontrada em Lages, pois, atualmente, segundo um levantamento realizado, são necessárias novas 1.200 vagas, para atender a real necessidade. Reconhecemos que a Prefeitura Municipal está construindo novas unidades; entretanto, devido à crise financeira que atravessa o município, não será nessa gestão que o prefeito Ceron irá zerar esse problema.

Projeto Ponte Grande caiu no esquecimento?

Iniciado mal e porcamente na gestão anterior da administração municipal de Lages, o projeto que deveria ser o “cartão de visita” de Lages, cognominado como Avenida Ponte Grande, parece ter sido relegado a terceiro plano ou quem sabe até mesmo não ter a continuidade que se espera. O que se sabe é que aconteceram gastos, como pagamentos a empreiteiras e compras de materiais. Aliás, por falar nisso, ao longo da avenida, no bairro Caravággio, por exemplo, há um amontoado de tubos que já estão ficando no meio da vegetação. Também já estão enterrados inúmeros tubos, caríssimos, sem ao menos saber se terão ou não alguma utilidade. A empresa, virtual vencedora de uma Licitação Pública, realizada no apagar das luzes da gestão do prefeito Elizeu Mattos, também caiu fora. E nem sabe explicar o que acontecerá daqui prá frente. A população merece respeito com uma explicação pelo menos convincente. Afinal de contas, dinheiro público não é capim.

Ainda continua a falta de medicamentos e médicos

Na campanha eleitoral de 2016, o postulante que se elegeu prefeito de Lages, Antônio Ceron, PSD, falav em alto e bom som que o segmento “saúde pública” seria atendido pessoalmente por ele, sendo uma prioridade da sua gestão caso fosse eleito. Elegeu-se, passaram-se os primeiros 100 dias da sua administração municipal. Na Farmácia Municipal, faltam medicamentos. Em alguns unidades básicas de saúde, faltam médicos. Medicamentos nem se fala. Ou seja, o caos que já era uma constante na administração municipal anterior, continua sendo na atual. E na área da saúde pública, “a menina dos olhos” do prefeito Ceron. E se não fosse?

Transul: motoristas desatenciosos e cobradores mal educados

Foi o tempo em que a empresa denominada Transportes Urbanos Nossa Senhora dos Prazeres, a Transul, era eficiente e elogiada pelo serviço que prestava à comunidade. Vencer uma Licitação Pública que lhe dá o direito de explorar por mais 20 anos o transporte urbano de Lages, foi o suficiente para que o serviço oferecido à população começasse a ser realizado em precárias condições. Antigamente os motoristas e cobradores recebiam treinamentos para que tratassem com gentileza e educação os usuários que utilizam os veículos da empresa para transporte público. Hoje em dia, ditos funcionários, nem sequer gostam de responder a uma indagação de um passageiro. São grosseiros e mal educados, quando não estão em bate-papo com amigos deixando de lado a atenção que devem ter ao dirigir veículos. Os cobradores, também não ficam atrás, de celulares na mão, e com os fones no ouvido, não estão nem aí com o usuário. No Terminal Urbano também, nem todos os funcionários estão dispostos a bem informar os passageiros. Alguns deles, até antigos na empresa, pensam que são donos do Terminal e da Transul, que se danem os usuários. Seria de bom alvitre que a direção da Transul tomasse providências para não permitir que o nome de uma empresa que sempre foi elogiada pelo serviço prestava, seja, de repente colocada nas mais acirradas críticas por todos os quadrantes da cidade de Lages. Os culpados, são os próprios funcionários.

 

Proibição de fogos de artificio com estampido é aprovada na Câmara e aguarda sanção do prefeito

Proibi____o_de_fogos_de_artificio_com_estampido____aprovada_na_C__mara_2.JPG

Foi aprovado por unanimidade na sessão da Câmara Municipal desta terça (4) o projeto de lei 006/2017, que proíbe a queima, soltura e a utilização de fogos de artifícios, rojões, artefatos pirotécnicos e explosivos de qualquer natureza que contenham estampido nas áreas públicas, bem como em portas, janelas, terraços, terrenos, veículos ou qualquer local direcionado às vias públicas de Lages.O documento teve a autoria do vereador Bruno Hartmann (PSDB) e agora aguarda a sanção do prefeito Antonio Ceron (PSD) para ser efetivado. Liberações ocasionais para a soltura de fogos, entretanto, poderão ser emitidas pelo Corpo de Bombeiros Militar de Lages.Se sancionada pelo prefeito, quem infringir a lei estará sujeito a multa de duas Unidades Fiscais do Município de Lages (UFML) para pessoas físicas e quatro UFML’s à pessoa jurídica. Para organizadores de eventos que façam uso de fogos de artifício em desconformidade com a lei, a punição é mais salgada: 20 UFML’s e a interdição da atividade. No caso de reincidência, a multa será dobrada, além da cassação do alvará ou da autorização de licença. O valor de cada UFML é de R$ 313.

 Uso de fogos com estampido afeta humanos e animais

 De acordo com Bruno Hartmann, o objetivo é coibir o uso de fogos de artifício com sons explosivos, uma vez que o elevado volume emitido causa diversos malefícios tanto para humanos quanto animais, acarretando prejuízos milionários na agricultura, como na produção de leite, carne e ovos.Dados do Ministério da Saúde atestam ainda que 122 pessoas morreram entre 1996 a 2009 de acidentes decorridos da utilização de fogos de artificio, além de milhares de casos de queimaduras, lacerações e cortes, amputação de membros, lesões de córneas ou perda da visão, e lesões auditivas, em especial para pessoas com autismo, mais suscetíveis a taquicardias e convulsões.“A soltura de fogos de artifício tornou-se uma prática primitiva diante de todos os malefícios que tais artefatos acarretam. Uma nova consciência vem sendo difundida a nível mundial no sentido de se coibir definitivamente essa prática”, destaca a matéria de Hartmann, que também estende a proibição a eventos com a participação de animais (como rodeios e cavalgadas), abrigos, parques públicos, matas e áreas de preservação permanente.

Paço não vai ‘enforcar’ a Quinta-feira Santa

CeronAB.jpg

“Com filas na farmácia básica porque a demanda é significativa, com menos gente para fazer os mesmos ou até mais serviços, com as contenções que colocamos em prática para equilibrar as contas não podemos nos dar ao luxo de parar quando é possível trabalhar. Por isso a quinta-feira, véspera de feriado, será de trabalho para todos nós”.

Palavras são do prefeito Ceron quebrando uma ‘tradição’ que vem desde a década de 90 onde os servidores municipais faziam ponto facultativo na Quinta-feira Santa. Neste dia 13 o expediente será normal nas repartições municipais. O município faz aquilo que já é rotina nas repartições federais que é o trabalho sem ‘enforcar’ vésperas de feriadões.O prefeito afasta qualquer ponderação de que a medida soa demagógica. “Não fazemos isso porque queremos, mas porque precisamos. E não é nada demais. É o normal estar à disposição para atender as pessoas”.

Requerimento pede novo tomógrafo para o Hospital Tereza Ramos

Requerimento_pede_novo_tom__grafo_para_o_Hospital_Tereza_Ramos_2.jpg

O vereador Lucas Neves (PP) solicitou na sessão de segunda-feira (3), através do requerimento 034/2017, que a Secretaria Estadual de Saúde estude a possibilidade de adquirir um novo equipamento de tomografia para o Hospital Geral e Maternidade Tereza Ramos. O documento recebeu aprovação plenária e foi encaminhado ao secretário de estado Vicente Caropreso.

  Atualmente, existe um único tomógrafo para atender a demanda do hospital. Quando o aparelho precisa passar por manutenção, os pacientes de Lages e região serrana que utilizam o serviço precisam ser deslocados, muitas vezes, para a capital do estado. “Essa situação pode agravar o processo de tratamento, pois muitos pacientes estão debilitados e ainda precisam percorrer longas distâncias para realizar os exames”, argumenta Lucas.

Coordenador do Banco de Alimentos visita a Câmara Municipal

Coordenador_do_Banco_de_Alimentos_visita_a_C__mara_Municipal_1.JPG

A presidente do Legislativo Lageano, vereadora Aida Hoffer (PSD), recebeu na tarde de segunda-feira (3) a visita do coordenador do Banco de Alimentos da Prefeitura Municipal, João Volni Madruga da Silva, e do voluntário do programa Lages 100 Fome, Edson Alecendario Faria. No encontro, Volni, também coordenador do Lages 100 Fome e presidente do Centro Social Lupercio de Oliveira Koeche, expôs as ações realizadas no órgão, vinculado à Secretaria de Assistência Social e Habitação, e convidou Aida, em nome dos demais vereadores, para conhecer de perto as ações que o Lages 100 Fome vem realizando há 15 anos na cidade.

 

Somente em março deste ano, mais de 50 toneladas de produtos orgânicos foram repassadas pelo Banco de Alimentos. O trabalho é desenvolvimento por cerca de 200 voluntários. Os alimentos são entregues para 50 associações de moradores que, por sua vez, distribuem a quem precisa nos bairros. Além disso, mais de 70 ONGs também atuam nos bairros, realizando sopões e outras atividades. Todas as entidades que recebem os produtos estão cadastradas ao programa. Os alimentos são entregues, prioritariamente, a grupos de alta complexidade, isso inclui idosos, crianças, hospitais e pessoas em maior vulnerabilidade social.

 

O Banco de Alimentos recebe os produtos através de convênio junto à Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) que fornece produtos oriundos da Agricultura Familiar. “Sabemos da importância do trabalho realizado nessa Casa Legislativa. Nesse sentido, estamos convidando a presidente para prestigiar o trabalho do Lages 100 Fome para que possamos unir forças e destacar ainda mais a importância social desse trabalho para a comunidade”, destacou João Volni.

A presidente do Legislativo Lageano, vereadora Aida Hoffer (PSD), recebeu na tarde de segunda-feira (3) a visita do coordenador do Banco de Alimentos da Prefeitura Municipal, João Volni Madruga da Silva, e do voluntário do programa Lages 100 Fome, Edson Alecendario Faria. No encontro, Volni, também coordenador do Lages 100 Fome e presidente do Centro Social Lupercio de Oliveira Koeche, expôs as ações realizadas no órgão, vinculado à Secretaria de Assistência Social e Habitação, e convidou Aida, em nome dos demais vereadores, para conhecer de perto as ações que o Lages 100 Fome vem realizando há 15 anos na cidade.

 

Somente em março deste ano, mais de 50 toneladas de produtos orgânicos foram repassadas pelo Banco de Alimentos. O trabalho é desenvolvimento por cerca de 200 voluntários. Os alimentos são entregues para 50 associações de moradores que, por sua vez, distribuem a quem precisa nos bairros. Além disso, mais de 70 ONGs também atuam nos bairros, realizando sopões e outras atividades. Todas as entidades que recebem os produtos estão cadastradas ao programa. Os alimentos são entregues, prioritariamente, a grupos de alta complexidade, isso inclui idosos, crianças, hospitais e pessoas em maior vulnerabilidade social.

 

O Banco de Alimentos recebe os produtos através de convênio junto à Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) que fornece produtos oriundos da Agricultura Familiar. “Sabemos da importância do trabalho realizado nessa Casa Legislativa. Nesse sentido, estamos convidando a presidente para prestigiar o trabalho do Lages 100 Fome para que possamos unir forças e destacar ainda mais a importância social desse trabalho para a comunidade”, destacou João Volni.

Rosa Abou Hatem é reeleita presidente da Samt

Rosa_Abou_Hatem____reeleita_presidente_da_Samt__5_.JPG

Em assembleia geral, convocada por edital no dia 21 de março, e publicado em jornal de circulação local, a Associação de Assistência Social, Trabalho e Cidadania (Samt) reuniu associados e os Conselhos Administrativo e Fiscal, além da Diretoria Executiva, para a prestação de contas referentes aos últimos dois anos e eleição de nova chapa que comandará a instituição até abril de 2019. Rosa Abou Hatem, que está à frente da Samt desde 2013, foi reeleita presidente na noite desta quarta-feira, dia 5 de abril.Ao abrir os trabalhos, Rosa enumerou dados relativos aos projetos e programas executados no último biênio. O corpo técnico formado por advogado e contador enumerou questões relacionadas às finanças e ações legais que correm na Justiça. “Vivemos, nestes primeiros meses de 2017, momentos de incertezas quanto ao futuro da Samt”, reconheceu a presidente.A busca por recursos para a manutenção de projetos e programas é uma constante junto à prefeitura e empresários. A venda de parte do patrimônio para quitar dívidas trabalhistas de processos levados à Justiça desde 2010 não está descartada. “A Samt não faliu. Temos dívidas, mas possuímos um patrimônio maior ainda”, destacou. “E não é o patrimônio que construiu nosso trabalho. Ele se fez e se faz com pessoas. Nosso foco é o ser humano, não o agrupamento de bens”, frisou.

Auditoria

Os Conselhos Administrativo e Fiscal estão analisando a contratação de uma auditoria. A Samt possui patrimônio formado por imóveis e bens móveis. Dos bens móveis, muitos estão emprestados e o que se busca é a localização dos mesmos, uma vez que equipamentos poderão estar sendo utilizados sem destinação adequada ou mesmo terem sido desviados. A auditoria localizará os bens móveis e caso algum tenha sofrido danos ou estejam desaparecidos, os responsáveis serão acionados para que haja ressarcimento. Parte destes bens será colocada à venda para fazer caixa e quitar dívidas.

Chapa única

Apenas uma chapa foi apresentada para a eleição. Rita Batalha Parizotto, até então, era presidente do Conselho Administrativo. Ela agora preside o Fiscal, que tem também Elisabete Guse da Silva e Armando Mello Júnior, como membros. “O teu trabalho, Rosa, é um cartão de visitas de Lages. E eu estou aqui porque acredito em você”, comentou Rita.O Conselho Administrativo ficou sob a presidência de Ilson Barros. “A Samt é o somatório de muitos sonhos, de muitas lutas. Ela é maior que qualquer prédio, é maior que todos nós”, relacionou. O Conselho Administrativo é formado ainda por Maria Reche (vice-presidente), Suzana Duarte e Janaína Zanatta.

Aclamação

A chapa foi eleita por aclamação dos sócios presentes, entre eles, o empresário Joaquim Goulart Júnior e a presidente da Associação de Moradores do Triângulo, Maria Benta da Silva Berres. “Os cursos de artesanato nos bairros trabalham o emocional das pessoas. Temos gente procurando pelos cursos da Samt a todo momento. Têm pessoas doentes precisando dessas atividades”, frisou.Os sócios elegeram os dois Conselhos e, estes, a diretoria executiva. Esta tem Rosa Abou Hatem na presidência, Rogério Schütz (Tio Ruja) de vice, Mauren Santos como tesoureira e Edson Marcondes de secretário. “Precisaremos tomar medidas corajosas e incisivas para evitar o fechamento da Samt e promover a retomada dos projetos e programas”, finalizou Rosa.

Três dias de Feira do Peixe Vivo para a Semana Santa

Serão disponibilizadas 18 toneladas de peixe. Paralelamente acontece a Feira de Economia Solidária

Tr__s_dias_de_Feira_do_Peixe_Vivo_para_a_Semana_Santa__4_.jpg

   A Prefeitura Municipal de Lages, através da Secretaria da Agricultura e Pesca programou três dias para o comércio de peixe vivo para a Semana Santa: dias 11, 12 e 13 de abril, junto ao Mercado Público. O atendimento será das 07h30 às 19h. Vários produtores vão disponibilizar aproximadamente 18 toneladas das espécies Carpa Comum, Carpa Prateada, Carpa Cabeça Grande, Carpa Capim, Tilápia, Jundiá, entre outras. A comercialização terá o apoio da Associação de Piscicultores Regional, Epagri, Cidasc, Cav e Vigilância Sanitária.

   Além disso, a Feira de Economia Solidária, com produtos da Agricultura Familiar, e que tradicionalmente é realizada uma vez por mês na Praça Vidal Ramos Sênior, anexa ao Terminal Urbano, desta vez será realizada também no Mercado Público, paralelamente com a Feira do Peixe Vivo, mas somente na quinta-feira (13). Para os consumidores, além do peixe, uma oportunidade para adquirirem produtos orgânicos, artesanato e alimentos como pães caseiros e bolachas. O espaço será organizado visando o máximo de interação entre os produtores e consumidores.

Profissionais da Educação participam de capacitação na Amures

Capacita____o_PAR__2_.JPG

Secretários municiais de Educação e técnicos das prefeituras de toda Serra Catarinense estão participando desde a manhã desta quinta-feira (06), no auditório da Amures de uma capacitação voltada a operacionalizar o Sistema Integrado de Monitoramento Execução e Controle do Ministério da Educação (Simec), com a consultora de Educação Gilmara da Silva.

Este sistema nada mais é do que um portal operacional e de gestão do MEC, que trata do orçamento e monitoramento das propostas on-line do governo federal na área da educação. É através do Simec que os gestores verificam o andamento dos Planos de Ações Articuladas – PAR, em seus municípios.

Para alguns gestores de educação, o Simec é uma ferramenta nova e a capacitação ajudará os municípios a implementar as políticas de melhoria da qualidade da educação e sobretudo, da educação básica. Através do PAR, o município tem o compromisso de produzir um diagnóstico da realidade educacional considerando a gestão educacional, a formação de professores e de profissionais de serviço e apoio escolar; práticas pedagógicas e avaliação; infraestrutura física e recursos pedagógicos.

O que explicou Gilmara da Silva é que existem ações do PAR pendentes do ciclo de 2011 a 2014 e há os compromissos referentes de 2016 a 2019 que devem ter cuidados especiais para preenchimento de dados. “É importante frisar que as emendas parlamentares da educação só são liberadas aos municípios depois de iniciado o preenchimento dos dados do diagnóstico da educação”, alertou.

Ela destaca, ainda, que sem os dados do PAR preenchidos, os municípios não têm acesso as emendas e nem acordos de colaboração. “O PAR ao ser preenchido exige cuidados técnicos, políticos, legais e de financiamentos de acordo com o Plano Municipal de Educação e do Plano Plurianual. Esses municípios terão ainda, de ter condições de bancar com contrapartida das obras”, reiterou Gilmara da Silva.

A secretária executiva da Amures Iraci de Souza, disse que as capacitações técnicas são uma das prioridades do presidente da Amures, Luiz Carlos Xavier. Para a presidente do Fórum de Secretários Municipais de Educação – Forsem, Ana Maria Marcon dos Santos, esta parte técnica é fundamental para o planejamento e a busca de resultados.

“Esta capacitação vai nos permitir planejar melhor a educação para não perder recursos assegurados e buscar novos recursos para fortalecer a educação nos municípios”, reconhece Ana Maria Marcon. O Gerência Regional de Educação de Lages – Gered, Humberto Aloízio de Oliveira participa da capacitação que se estende até final da tarde e disse que a profissionalização da educação é fundamental para a estruturação do ensino.


Oneris Lopes 
Jornalista (DRT - 4347/SC) - AMURES
Associação dos Municípios da Região Serrana

Secretários municiais de Educação e técnicos das prefeituras de toda Serra Catarinense estão participando desde a manhã desta quinta-feira (06), no auditório da Amures de uma capacitação voltada a operacionalizar o Sistema Integrado de Monitoramento Execução e Controle do Ministério da Educação (Simec), com a consultora de Educação Gilmara da Silva.

Este sistema nada mais é do que um portal operacional e de gestão do MEC, que trata do orçamento e monitoramento das propostas on-line do governo federal na área da educação. É através do Simec que os gestores verificam o andamento dos Planos de Ações Articuladas – PAR, em seus municípios.

Para alguns gestores de educação, o Simec é uma ferramenta nova e a capacitação ajudará os municípios a implementar as políticas de melhoria da qualidade da educação e sobretudo, da educação básica. Através do PAR, o município tem o compromisso de produzir um diagnóstico da realidade educacional considerando a gestão educacional, a formação de professores e de profissionais de serviço e apoio escolar; práticas pedagógicas e avaliação; infraestrutura física e recursos pedagógicos.

O que explicou Gilmara da Silva é que existem ações do PAR pendentes do ciclo de 2011 a 2014 e há os compromissos referentes de 2016 a 2019 que devem ter cuidados especiais para preenchimento de dados. “É importante frisar que as emendas parlamentares da educação só são liberadas aos municípios depois de iniciado o preenchimento dos dados do diagnóstico da educação”, alertou.

Ela destaca, ainda, que sem os dados do PAR preenchidos, os municípios não têm acesso as emendas e nem acordos de colaboração. “O PAR ao ser preenchido exige cuidados técnicos, políticos, legais e de financiamentos de acordo com o Plano Municipal de Educação e do Plano Plurianual. Esses municípios terão ainda, de ter condições de bancar com contrapartida das obras”, reiterou Gilmara da Silva.

A secretária executiva da Amures Iraci de Souza, disse que as capacitações técnicas são uma das prioridades do presidente da Amures, Luiz Carlos Xavier. Para a presidente do Fórum de Secretários Municipais de Educação – Forsem, Ana Maria Marcon dos Santos, esta parte técnica é fundamental para o planejamento e a busca de resultados.

“Esta capacitação vai nos permitir planejar melhor a educação para não perder recursos assegurados e buscar novos recursos para fortalecer a educação nos municípios”, reconhece Ana Maria Marcon. O Gerência Regional de Educação de Lages – Gered, Humberto Aloízio de Oliveira participa da capacitação que se estende até final da tarde e disse que a profissionalização da educação é fundamental para a estruturação do ensino.


Oneris Lopes 
Jornalista (DRT - 4347/SC) - AMURES
Associação dos Municípios da Região Serrana

Lages participa do Movimento “Se Cuida SC”

As ações acontecem na próxima sexta-feira (07), Dia Mundial da Saúde

Lages_participa_do_Movimento_Se_Cuida_SC.jpg

   A Secretaria Municipal de Saúde participa na próxima sexta-feira (07), da programação do “Se Cuida SC”, evento que marca o Dia Mundial da Saúde no Estado. O principal objetivo da ação é estimular a adoção de hábitos saudáveis como forma de diminuir os casos de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), em especial as doenças cardiovasculares, respiratórias crônicas, câncer e diabetes, que em 2015 foram responsáveis por 75% das causas de mortalidade no Estado.

   Em Lages as atividades acontecem no Parque Jonas Ramos, o Tanque, a partir das 13h, com aulas de ginástica, zumba, crossfit, vôlei, culinária saudável, apresentações musicais e de dança e atividades recreativas como pinturas faciais e caça ao tesouro. Em Santa Catarina, além de Lages, a edição do movimento #secuidaSC acontece também nas cidades de Palhoça, Itajaí e em Tubarão.

 

Kloppel 1 simprol Posto  Grazziotin aaaa AkeXCmBWpLMVd3pE9p3HDS3M4fMUk6hf1RCfPsLJzXgu
an_fish 11112 Moto Center Bike_aprovado 2 beto WhatsApp Image 2017-02-18 at 14.16.12 1
Discbal_Baterias WhatsApp Image 2016-08-05 at 16.18.01 1 WhatsApp Image 2016-12-15 at 15.03.16
aeroar Luciano motos Super gas nevaturvertical

TELEFONES ÚTEIS

  • Água - SEMASA
    115 / 3224-4855
  • Bombeiros
    193
  • Delegacia Regional de Polícia - Lages
    3289-8200
  • Hospital Infantil Seara do Bem
    3251-7700
  • Hospital N. S. dos Prazeres
    3221-6400
  • Hospital Tereza Ramos
    3251-0022
  • Polícia Militar
    190
  • SAMU
    192
GUINCHO 1 Guaruaja

PREVISÃO DO TEMPO

CONTADOR

9055866
Hoje
Ontem
Essa Semana
Última Semana
Esse mês
Último Mes
Todos os Dias
2405
6105
27459
7633709
135458
436084
9055866

IP: 10.15.68.19
Server Time: 2017-04-27 11:59:00
postosam