anunciomorauto 18834776_1517783874939224_1033924361_n
gsovos Agua Mineral EMP

Milhares de pessoas visitaram o Recanto do Pinhão

Gastronomia típica, artesanato local e shows proporcionaram alegria e geração de renda

IMG_1798_1__Large_.JPG

No final da tarde deste domingo (18), chegou ao fim mais uma edição do Recanto do Pinhão Aracy Paim. O chamado “esquenta” da Festa do Pinhão, atraiu uma multidão durante as duas últimas semanas. A estimativa é que mais de 50 mil pessoas passaram pelo calçadão da Praça João Costa, no centro da cidade.

IMG_1800_1__Large_.JPG

Com uma programação artística que privilegiou talentos locais e regionais, mais de 80 músicos se apresentaram no palco do Recanto. “O grande ganho artístico deste ano, foi o retorno de nomes consagrados da música regional que estavam afastados há alguns anos do Recanto. Este ano lançamos um edital de credenciamento que os possibilitou retornar e com isso melhorar a qualidade do shows. Foi um pedido do prefeito Antonio Ceron para darmos uma atenção especial ao Recanto, visto que ali é a festa do lageano, onde todos têm a oportunidade de aproveitar gratuitamente o espaço”, aponta o Superintendente da Fundação Cultural, e presidente da Comissão Organizadora da Festa do Pinhão, Giba Ronconi. Um dos maiores vencedores do festival da Sapecada da Canção Nativa, o músico Luiz Marenco, também se apresentou no palco do Recanto, que recebeu ainda os consagrados músicos da família, os Fagundes.

Além das atrações musicais e de dança, outro grande destaque que faz parte da história e da tradição do Recanto é a gastronomia, com pratos preparados à base de pinhão. Difícil calcular a quantidade de pinhão utilizado durante os 16 dias de evento no preparo da paçoca e entrevero, ou o número de lanches, ponches e quentões consumidos pelos visitantes. Mas o fato é que toda a renda será revertida e utilizada pelas seis entidades do Município (Associação dos Deficientes Visuais do Planalto Serrano (ADEVIPS); Associação Serrana dos Deficientes Físicos (ASDF); Cáritas Diocesana; Grupo de Apoio Regional para Reabilitação em AIDS (GARRA) e Lions Clube Copacabana) que prepararam e comercializaram as iguarias. As entidades também passaram pelo processo de credenciamento através da Fundação Cultural, juntamente com a, Associação Lageana dos Escritores (ALE), Associação Lageana de Artesanato e a Associação de Artesanato Tramatusa que apresentaram aos visitantes um pouco da literatura e do artesanato local. “Para as entidades, essa renda gerada no Recanto representa a maior arrecadação durante o ano. Por isso estamos muito satisfeitos com o resultado e a tendência é que possamos melhorar e ter novidades no ano que vem”, afirma Ronconi.

Quem passou pelo Recanto neste domingo, pode conferir as apresentações do grupo Bicho do Paraná; CTG Barbicacho Colorado; Estância de Tropilheiro; Trio Planalto Serrano; Palhaço Tremendão e João Amorim e Grupo.

Acadêmico de Arquitetura Unifacvest expõe trabalho fotográfico no Shoppinhão

1 (2)_1.jpg

O acadêmico da 9ª fase de Arquitetura do Centro Universitário Unifacvest, Rafael Krahl, está apresentando um belíssimo trabalho fotográfico na 29ª Festa Nacional do Pinhão.

A exposição Arquitetura da Madeira – Um Olhar Sobre o Patrimônio Cultural Lageano, reúne fotos que mostram os traços arquitetônicos alemães, italianos, poloneses e indígenas presentes no município.O trabalho foi desenvolvido pelo acadêmico na disciplina de Técnicas Retrospectivas, e está exposto no Shoppinhão. 

Prejuízo na região da Amures supera R$ 44 milhões

 DSC_0554.JPG

Mais de 48 mil pessoas foram atingidas pelas fortes chuvas deste mês, nos 18 municípios da Serra Catarinense. Para restabelecer a situação de normalidade serão necessários R$ 44.691.644,00. Os dados são parte de um relatório finalizado pela equipe da Amures nesta quarta-feira (14), a pedido do presidente da entidade prefeito de Otacílio Costa Luiz Carlos Xavier.

O documento completo foi enviado nesta tarde, à deputada federal Carmen Zanotto e ao senador Dário Berger que acompanharam o ministro da Integração Nacional Helder Barbalho, em visita à região na segunda-feira para verificar os danos. Com o documento será possível através do Fórum Parlamentar Catarinense solicitar ao presidente da República Michel Temer, a edição de Medida Provisória (MP) para liberação de recursos considerando a urgência e relevância dos problemas.

“Em Otacílio Costa as águas ainda estão baixando. Os prejuízos são enormes e temos comunidades, ainda isoladas. Este documento produzido pela Amures tem o propósito de ajudar a agilizar a liberação de recursos”, explicou Luiz Carlos Xavier. O levantamento aponta que só na agricultura serão necessários R$ 11.646.000,00 para recuperar os prejuízos.

Apurado direto com os prefeitos e coordenadores de Defesa Civil, o relatório da associação de municípios inclui também os três municípios que não decretaram situação de emergência. São Joaquim, Bom Jardim da Serra e Urubici que registraram prejuízos em pontes, bueiros e estradas até maiores que outros municípios, mas os prefeitos entenderam não haver a necessidade de situação emergencial, porque não tinham pessoas atingidas diretamente.

“Ocorreram casos de pessoas isoladas, mas atendemos as demandas e equacionamos os problemas. Nossa malha viária ficou muito danificada e o prejuízo estimado é de R$ 500 mil para voltar à normalidade”, comentou o prefeito de São Joaquim Giovani Nunes. Considerando mais os estragos na agricultura e pecuária, o município amarga um prejuízo de R$ 700 mil.

 

 

São José do Cerrito continua isolado

 

Um dos casos mais graves de isolamento causado pelas chuvas é São José do Cerrito. Uma semana sem chuva e a BR-282 permanece interditada no quilômetro 253.  O deslocamento de um grande volume de terra e vegetação bloqueou a rodovia. Para retirar pacientes em estado grave foi acionado até o helicóptero da Polícia Militar, porque as ambulâncias não passam pelo local.

O prefeito Arno Marian e o vice Moacir Ortiz informaram que uma massa de pelo menos 20 mil metros de terra está cedendo naquele ponto da rodovia. “Mais de 200 caçambas de terra são retiradas por dia e continua descendo material para a pista”, cita Moacir Ortiz.

O estado lastimável que ficaram os 1.500 quilômetros de estradas do interior obrigou o prefeito a decretar a antecipação das férias escolares em São José do Cerrito. Praticamente todas as estradas ficaram quase que intransitáveis. Outro ponto que preocupa as autoridades é no quilômetro 270 da BR-282, próximo ao restaurante Garcia. O asfalto também está cedendo e pode repetir o desastre da queda de barreira do quilômetro 253.

Os moradores do Cerrito já sentem a falta de suprimentos básicos como gás de cozinha, combustível, alimentos e principalmente de medicamentos às famílias carentes, pois a farmácia básica não tem como repor os estoques.

Entre pontes pequenas e grandes, ao menos 15 foram levadas ou tiveram parte da estrutura carregada pelas chuvas. Bueiros foram arrancados e lavouras dizimadas nas 36 comunidades do interior. Sem ajuda estadual ou federal, o município não terá condições de restabelecer a normalidade, mesmo que a médio prazo.


Oneris Lopes 
Jornalista (DRT - 4347/SC) - AMURES
Associação dos Municípios da Região Serrana

Taxista é preso acusado de fazer "delivery" de drogas

DELI.jpg

Caiu na terça-feira, 13, Dalvir do Amaral Muniz, de 31anos, nas garras da Divisão de Investigação Criminal de Lages, acusado de tráfico de drogas. Segundo o delegado Sergio Roberto, após investigações foi constatado que Dalvir , fazia um “delivery” de drogas utilizando um  Taxi na cidade de Lages, principalmente Cocaína. Diante disso os tiras efetuaram a prisão do beleza e apreenderam uma bucha de pó. Depois do flagrante o taxista foi encaminhado para o presídio.

taxi.jpg

Corrida Oficial do Pinhão atrai centenas de competidores

José Valdecir Vencedor 10 km_Corrida do Pinhao (Large)_1.JPG

O vencedor dos 10km foi um lageano, José Valdecir Correia, que percorreu o trajeto em 33’57

Corrida_Oficial_do_Pinh__o_atrai_centenas_de_competidores__6___Large_.JPG

Cerca de 470 pessoas participaram da Corrida Oficial da Festão do Pinhão. A largada aconteceu às 9h30, em frente ao Parque Conta Dinheiro, com dois percursos, um de 5 km (Avenida Camões, retorno na rótula dos Bois) e outro de 10 km (Avenida Camões até a Dom Pedro II; Avenida Belizário Ramos; Avenida Duque de Caxias; rua Getúlio Vargas e retorno pela Camões).

A proposta que visa estimular a atividade física e criar mais um atrativo durante o período da Festa, trouxe competidores de várias cidades de Santa Catarina e até de outros Estados. O representante comercial, Luiz Carlos Araújo, veio de Antônio Prado, RS, para disputar os 10km. Para ele, correr é hobby, tanto que chega a participar de 25 corridas por ano. As viagens e o turismo fazem parte do pacote.

Corrida_Oficial_do_Pinh__o_atrai_centenas_de_competidores__4___Large_.JPG

Já para os integrantes do grupo da Academia Doctor Fit de Lages, a Corrida do Pinhão, foi a primeira competição oficial da qual eles participam. De acordo com o instrutor e dono da academia, Alexandre Sell, o grupo treina junto, aos finais de semana, há quatro meses. “Nós buscamos qualidade de vida, dentro e fora da academia, e essas competições representam um grande incentivo para quem está começando”, aponta Alexandre.

Além das categorias feminino e masculino, a corrida contou também com uma categoria exclusiva para as crianças. E essa foi a primeira disputa da Ana Julia da Luz de Souza, 6 anos, moradora do bairro Guarujá, em Lages, que acompanhou o pai dela, Edson Alexandre de Souza, que já compete profissionalmente. “A gente orientou ela a se alongar, se hidratar e ao correr não olhar para trás para não cair!”, comenta Edson.

Se para as crianças o evento representou uma brincadeira saudável, entre os adultos, a competição foi acirrada. O primeiro colocado geral nos 5km, com um tempo de 17’48, foi o atleta Jean Rominhuk, 25 anos, que mora em Timbó. Ele que já representou a Seleção Brasileira de Atletismo em 2011/2012, venceu o Desafrio em 2015, prova que possui 52 km de trajeto.

Já o vencedor dos 10km foi um lageano. O policial militar José Valdecir Correia, de 48 anos, que percorreu o trajeto em 33’57. E essa não é a primeira que ele vence a disputa. Correia lembra que venceu uma corrida da Festa do Pinhão há 23 anos. Para alcançar bons resultados como esse, a rotina de treinos é intensa e ele chega a correr duas vezes por dia, percorrendo em média 110km por semana.

Os vencedores receberam medalhas e troféus que foram entregues pelo superintendente da Fundação Cultural e presidente da Comissão Organizadora da Festa do Pinhão, Giba Ronconi, pelo secretário de Assistência Social e Habitação, Samuel Ramos, e o comandante da Polícia Militar, Alfredo Nogueira. O prefeito Antonio Ceron, que também participou das premiações, destacou o propósito do resgate da corrida, que “além de estimular a prática esportiva, representa mais um atrativo durante o período da festa”. A proposta, que foi sugerida ao prefeito pelo então vereador e agora secretário Samuel Ramos, foi executada de forma independente pela empresa STR Produções, que atua com eventos esportivos.

Corrida_Oficial_do_Pinh__o_atrai_centenas_de_competidores__5_.JPG

Trajeto 5 km - masculino

1º lugar – Jean Pedro Rominhuk

2º lugar – Welynthon Augusto Suptitz

3º lugar – Paulo Roberta Mota

 

Trajeto 5km – feminino

1º lugar – Suzete Antonieta Lizote

2º lugar – Josiane Aparecida Liz

3º lugar – Elaine de Oliveira Borges

 

Trajeto 10 km – masculino

1º lugar – José Valdecir Correia

2º lugar – Murilo de Souza Lima

3º lugar – Tadeu Cedron

 

Trajeto 10km – feminino

1º lugar – Franciele Vingla Steinck

2º lugar – Ariane Andreola

3º lugar – Scheila Cavalheiro Amaral

Cemitério Cruz das Almas: vandalismo noite adentro

DSC_0926.jpg

Os funcionários do cemitério mais central da cidade de Lages, ao chegarem pela manhã de quinta-feira para trabalhar se depararam com ações de vandalismo, uma verdadeira destruição, o que a primeira vista, tudo leva a crer que foram atos de pessoa ou pessoas insanas, sem o mínimo de respeito aos mortos que ali foram sepultados pelos seus familiares.

DSC_0920.jpg

A reportagem de Notícia no Ato esteve no local e pode comprovar as ações de selvageria cometidos na calada da noite. Vale ressaltar que o túmulo dos Irmãos Canozzi foi um dos mais danificados durante as ações nefastas, vítimas do vandalismo. Tão logo teve conhecimento do ocorrido o secretário municipal de Serviços Públicos e do Meio Ambiente, Euclides Mecabô, o popular “tcha-tchá” foi conferir de perto os danos causados aos túmulos do Cemitério Cruz das Almas de Lages, e na oportunidade, visivelmente inconformado com o instinto agressivo e destruidor das ações de vandalismo, disse Euclides: “já tomamos conhecimento e agora faremos um levantamento dos túmulos danificados para, a seguir comunicarmos às famílias do ocorrido. Já registramos um Boletim de Ocorrência e vamos aguardar por resultados que certamente levarão aos autores dessas ações indesejáveis que veementemente condenamos”, observou Mecabô.

DSC_0947.jpg

DSC_0936.jpg

DSC_0920.jpg

Legislativo pede mais fiscalização para circulação de veículos pesados no centro

Legislativo_pede_mais_fiscaliza____o_para_circula____o_de_ve__culos_pesados_no_centro_2.JPG

Apresentada na sessão de terça-feira (13), a moção legislativa 132/2017 reivindica providências para que seja fiscalizada a Lei Municipal 3.509/2008, que dispõe sobre a circulação de veículos com capacidade de carga acima de cinco toneladas no centro de Lages. A autoria da matéria é do vereador Mauricio Batalha Machado (PPS), onde solicita a Diretoria de Trânsito (Diretran) que intensifique a fiscalização, observando os dias, horários e locais estabelecidos pela legislação.

A lei municipal proíbe a circulação de caminhões e ônibus com capacidade de carga superior a cinco toneladas na área central do município nos horários compreendidos entre às 7h e 19h, com exceção de veículos oficiais, escolares, de turismo e de transporte coletivo urbano. Essa medida busca promover o melhor escoamento do fluxo de tráfego e a segurança dos pedestres.

A Câmara Municipal aprovou o documento que será encaminhado para análise do prefeito Antonio Ceron (PSD) e do coordenador executivo da Diretran, Jacinto Bet. "O Decreto 9.569/2008 que regulamentou a lei municipal, estabelece os critérios para circulação desses veículos no centro, bem como limitações para operações de carga e descarga de bens e mercadorias", lembrou o vereador.    

Apresentada na sessão de terça-feira (13), a moção legislativa 132/2017 reivindica providências para que seja fiscalizada a Lei Municipal 3.509/2008, que dispõe sobre a circulação de veículos com capacidade de carga acima de cinco toneladas no centro de Lages. A autoria da matéria é do vereador Mauricio Batalha Machado (PPS), onde solicita a Diretoria de Trânsito (Diretran) que intensifique a fiscalização, observando os dias, horários e locais estabelecidos pela legislação.

A lei municipal proíbe a circulação de caminhões e ônibus com capacidade de carga superior a cinco toneladas na área central do município nos horários compreendidos entre às 7h e 19h, com exceção de veículos oficiais, escolares, de turismo e de transporte coletivo urbano. Essa medida busca promover o melhor escoamento do fluxo de tráfego e a segurança dos pedestres.

A Câmara Municipal aprovou o documento que será encaminhado para análise do prefeito Antonio Ceron (PSD) e do coordenador executivo da Diretran, Jacinto Bet. "O Decreto 9.569/2008 que regulamentou a lei municipal, estabelece os critérios para circulação desses veículos no centro, bem como limitações para operações de carga e descarga de bens e mercadorias", lembrou o vereador.    

Estudos para resolver a perturbação do sossego provocado pelo volume dos shows da Festa do Pinhão

Estudos_para_resolver_a_perturba____o_do_sossego_provocado_pelo_volume_dos_shows_da_Festa_do_Pinh__o_1.jpg

A perturbação do sossego causado pelo volume dos shows musicais da Festa Nacional do Pinhão motivou a moção legislativa 130/2017, apresentada pelo vereador João Chagas (PSC) e aprovada na Câmara na sessão de terça-feira (13). A matéria solicita que a empresa responsável pela organização da Festa, a Gaby Produções e Eventos, através do seu diretor Beto Ody, realize estudos para a alteração do planejamento do som no palco principal da Festa.

O documento de Chagas reitera que a referida empresa é uma das mais importantes produtoras de shows no Brasil. Também comenta sobre a melhoria que a Festa traz para o ânimo dos lageanos e na geração de emprego e renda. No entanto, o legislador acredita que soluções podem ser encontradas para resolver a perturbação do sossego, entre elas, a locação de um espaço diferente do Parque de Exposições do Conta Dinheiro, já que este se localiza próximo a um hospital e áreas residenciais da cidade.

 “Este vereador não está aqui para polemizar ou criar algum tipo de problema, mas sim buscar alternativas e soluções para os problemas que existem na cidade. Tenho certeza que técnicos e profissionais são capazes de estudar alternativas para que o problema do som alto seja resolvido para as próximas edições da Festa Nacional do Pinhão. (...) De repente outro local pode ser utilizado para o evento, fazendo assim com que muitos outros problemas também sejam minimizados”, destaca Chagas.

A Festa Nacional do Pinhão teve início em 1973 em Lages e ao longo dos anos se firmou como um dos principais eventos do sul do Brasil. No entanto, todos os anos, são inúmeras as reclamações feitas pela comunidade em relação ao som alto. “Moradores dos bairros Guarujá, Cristal, Vila Esperança, Gethal, Jardim Celina, Tributo e alguns outros cobram deste edil, além de reclamarem em diversos canais de comunicação (rádios locais), a respeito do volume elevado do som, que gera intranquilidade e perturbação aos moradores dos arredores, que necessitam trabalhar no dia seguinte, ir à escola ou manter os afazeres de sua rotina normal”, reforça o proponente do pedido.

Câmara sugere que a administração propicie um funeral digno às pessoas em vulnerabilidade social

sepultamento_menoracusadoestuprocoletivocastelo_jailsonsoares11437175450_1.jpg

O recente caso que acometeu uma família em estado de vulnerabilidade social, que não puderam proporcionar um funeral digno para um membro que faleceu recentemente, sensibilizou os vereadores de Lages. Eles encaminharam a moção 131/2017 ao prefeito Antônio Ceron (PSD), solicitando que o município propicie um funeral às pessoas mais carentes, procedendo a tanatopraxia (preparação do corpo) e ao menos uma coroa de flores, respeitando os aspectos culturais da família. O poder público fornece atualmente o caixão às famílias sem condições de arcar com estes custos.

O documento alega que a família já se encontra abalada em situações de morte e não podem ser condicionadas a situações degradantes, angustiantes e estressantes como o de não poder dar um adeus digno ao ente querido que faleceu. “A morte é parte integral da vida e da existência humana, tão previsível e natural quanto o nascer, no entanto o poder público não pode deixar uma família desamparada no momento mais doloroso e de maior sofrimento”, argumenta-se na matéria.

A matéria foi proposta pelo vereador Lucas Neves (PP) em conjunto com os edis Luiz Marin (PP), David Moro (PMDB), Jean Pierre (PSD), Pedro Figueredo (PSD), Amarildo Farias (PT), Mauricio Batalha Machado (PPS), Jair Junior (PSD), Osni Freitas (PDT), João Maria Chagas (PSC), Ivanildo Pereira (PR), Bruno Hartmann (PSDB), Thiago Oliveira (PMDB), Vone Scheuermann (PMDB) e Gerson Omar dos Santos (PSD).

Condutores facilitam a malandragem nos furtos de veículos

WhatsApp Image 2017-05-06 at 10.58.31_1.jpeg

Todos os proprietários de veículos sabem perfeitamente que a incidência de roubos de automóveis em Lages e região é constante. Entretanto, convém lembrar que, muitas das vezes os próprios condutores é que facilitam para que um delito aconteça. Geralmente, os larápios aproveitam os automóveis que não possuem travas de segurança ou alarmes, assim como outros itens que podem evitar o furto do automóvel. Dão moleza para o azar, e depois ainda querem ter razão. Portanto, é bom lembrar que muito mais vale gastar 200 reais ou mais um pouco que ter seu patrimônio furtado e incendiado nas periferias da cidades. Se vc não cuidar do que é seu, quem vai cuidar?  A Polícia Militar, nem sempre pode estar em todos os lugares onde o seu veículo está pedindo para ser furtado, e por sua culpa. Portanto, ajude a PM a cuidar de você e do seu veículo. Depois não chore pelo leite derramado.

Kloppel 1 simprol Posto  Grazziotin aaaa AkeXCmBWpLMVd3pE9p3HDS3M4fMUk6hf1RCfPsLJzXgu
an_fish 11112 beto WhatsApp Image 2017-02-18 at 14.16.12 1
Discbal_Baterias WhatsApp Image 2016-08-05 at 16.18.01 1 WhatsApp Image 2016-12-15 at 15.03.16 WhatsApp Image 2017-05-29 at 13.46.42
aeroar Luciano motos Super gas nevaturvertical

TELEFONES ÚTEIS

  • Água - SEMASA
    115 / 3224-4855
  • Bombeiros
    193
  • Delegacia Regional de Polícia - Lages
    3289-8200
  • Hospital Infantil Seara do Bem
    3251-7700
  • Hospital N. S. dos Prazeres
    3221-6400
  • Hospital Tereza Ramos
    3251-0022
  • Polícia Militar
    190
  • SAMU
    192
GUINCHO 1 Guaruaja

PREVISÃO DO TEMPO

CONTADOR

9565349
Hoje
Ontem
Essa Semana
Última Semana
Esse mês
Último Mes
Todos os Dias
11659
12076
55535
8079196
242388
243110
9565349

IP: 10.15.68.19
Server Time: 2017-06-22 19:21:16
postosam