morauto_export fhortec_export vivaserrajatir
camaralages_export
Participe pelo nosso WhatsApp

(49) 9 9119-9209

Hora local

Imagem do Whatsapp

Um motorista derrubou um poste de iluminação pública, e um ponto de ônibus, na madrugada deste domingo(23), em Lages, deixando o povão de alguns bairros sem luz. O acidente foi registrado em frente à Igreja do Navio, na Avenida Dom Pedro II, bairro Vila Nova, por volta das 5h20min. Daniel de Liz Ribeiro, dirigia um Fusion placas ASM-8007 de Lages, sentido Triângulo/Coral, na curva em frente à Igreja, ele perdeu a boleia, subiu por cima da calçada, juntou em cheio um poste e um ponto, que juntamente com o Fusion ficaram destruídos.  Daniel teve ferimentos leves. Devido a batida, alguns bairros ficaram sem energia elétrica, e por volta das 11hs foi feito a manutenção do poste.

20170723093142

Um cardápio variado e saboroso com feijoada, quirera, arroz com galinha, entre outros pratos, foi servido gratuitamente para mais de mil pessoas

Comunidade-de-Rancho-de-Tbuas-realiza-3-Festa-do-Colono-5-LargeDistante 43 km do centro de Lages, a comunidade de Rancho de Tábuas realizou neste sábado (22), a 3ª edição da Festa do Colono. O dia de sol e temperaturas amenas atraiu dezenas de famílias que moram na região, além de visitantes e convidados. Entre eles, o prefeito Antonio Ceron, acompanhado da esposa Salete Ceron, e os secretários municipais, Osvaldo Uncine, da Agricultura, Marli Nacif, da secretaria de Política para Mulher e Assuntos Comunitários e o secretário de Meio Ambiente e Serviços Públicos Euclides Mecabô, também prestigiaram o evento.A programação da festa iniciou com uma missa na igreja da comunidade, que possui cerca de 130 famílias. Logo em seguida, foi servido um grande almoço preparado pelos membros da Associação de Moradores da Comunidade. De acordo com o presidente da associação, Paulo Rogério Rafaeli, o objetivo da festa é “integrar a comunidade e reforçar a importância do trabalho e a permanência do homem do campo”. Para receber os convidados, foi preparado em grandes tachos de ferro uma variedade de pratos, entre eles, feijoada, macarrão, quirera, arroz com galinha, aipim, polenta, pão e saladas. Tudo muito saboroso e servido à vontade, gratuitamente para quase cerca de mil pessoas.Também houve exposição e venda de produtos artesanais e um concurso gastronômico, organizado pela Epagri de Lages. Os jurados tiveram a missão de experimentar e avaliar um total de 18 pratos, entre salgados e doces, preparados pelos moradores da região. A festa seguiu com apresentações de talentos locais e baile com os Filhos do Rio Grande.

Comunidade-de-Rancho-de-Tbuas-realiza-3-Festa-do-Colono-6-Large

Fotos: Marcelo Pakinha

Escola de Artes Elionir Camargo Martins foi representada por alunos e orientadores dos cursos de canto e coral

Escola-de-Artes-Elionir-Camargo-Martins-foi-representada-por-alunos-e-orientadores-dos-cursos-de-canto-e-coral-1

A penúltima noite de espetáculos do Festival Música na Serra teve apresentações de coral como resultado das oficinas master class

Escola-de-Artes-Elionir-Camargo-Martins-foi-representada-por-alunos-e-orientadores-dos-cursos-de-canto-e-coral-2Na noite desta sexta-feira (21), o Teatro Municipal Marajoara recebeu mais apresentações de música e dança da quinta edição do Festival Música na Serra. Bailarinos da Academia de Dança Movere tiveram o acompanhamento da Orquestra de Violinos regida pelo maestro Jean Reis.Uma das atrações mais esperadas da noite, foram as performances dos corais infanto juvenil e infantil e também o adulto. No caso das crianças, foram duas semanas de ensaios com a professora Regina Kinjo na oficina master class (oficina de música formada pela comunidade) que teve como local o auditório Mario Augusto de Sousa na Fundação Cultural de Lages. Boa parte do grupo dos corais foi formado por orientadores e alunos dos cursos de canto e coral da Escola de Artes Elionir Camargo Martins da Prefeitura de Lages e Fundação Cultural.Segundo o diretor da Escola de Artes, Salésio Padilha, foi uma oportunidade única para todos os envolvidos, “o intercâmbio e participação em eventos como o Música na Serra são importantíssimos na formação dos nossos alunos e também dos orientadores da Escola de Artes”, ressalta.

Escola-de-Artes-Elionir-Camargo-Martins-foi-representada-por-alunos-e-orientadores-dos-cursos-de-canto-e-coral

Fotos: André Arcenio

As aulas acontecem no teatro da Praça do Ceu

Municpio-inicia-curso-de-formaco-permanente-em-Corpo-Coreogrfico-para-Bandas-e-Fanfarras-4-LargeEstudantes da rede municipal de ensino iniciaram na manhã deste sábado (22), as aulas do primeiro curso de formação permanente em Corpo Coreográfico para Bandas e Fanfarras. A iniciativa da secretaria de Educação em parceria com a Fundação Cultural, visa a formação de alunos que irão ocupar as funções de mor, baliza e corpo coreográfico nas escolas. “Queremos preparar nossos alunos para participar de campeonatos de fanfarras, festivais e desfile cívicos”, diz a secretaria de Educação Valdirene Vieira, que acompanhou o primeiro dia de curso.As aulas, que acontecem no teatro da praça do Ceu (que fica ao lado do Ginásio Jones Minosso), serão ministradas pelo professor e diretor da Escola de Artes, Salésio Padilha. O grupo formado por 32 alunos, entre meninos e meninas, terão um total de 14 aulas sobre marcha, manejo do bastão, ordem unida, deslocamento, posicionamento de bandeiras, marcialidade, entre outros.

 

 

Municpio-inicia-curso-de-formaco-permanente-em-Corpo-Coreogrfico-para-Bandas-e-Fanfarras-2-Large

Mor e baliza

O Mor tem a função de orientar os músicos durante o trajeto percorrido, sendo em desfiles cívicos e/ou trajetos que destina o grupo musical a uma parada para execução de peças. Já a Baliza de banda ou fanfarra marcial é um componente que pode demonstrar mediante ginástica artística, rítmica, dança, teatro, arte circenses, no compasso da música tocada pela banda.

Municpio-inicia-curso-de-formaco-permanente-em-Corpo-Coreogrfico-para-Bandas-e-Fanfarras-1-LargeApresentação Mega Banda

No dia 19 de agosto, às 11h da manhã, acontecerá o primeiro desfile oficial da Mega Banda de Lages, formada por 512 componentes de bandas e fanfarras do município. A apresentação faz parte do projeto “Pra Ver a Banda Passar”, uma iniciativa da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), em parceria com a Fundação Cultural. A concentração acontece às 10h, na praça Vidal Ramos Sênior, que fica ao lado do terminal. O desfile ocorrerá na rua Presidente Nereu Ramos.

Fotos: Marcelo Pakinha

WhatsApp-Image-2017-07-22-at-120139Assim, pode-se definir o que se viu no Teatro Marajoara na sexta, 21 de julho: Um espetáculo inesquecível! O 5º Festival Internacional Música na Serra é sucesso absoluto e isso ficou comprovado através dos aplausos do público que lotou o Teatro Marajoara. Mais de 700 pessoas, puderam encantar-se com uma noite que mesclou orquestra, coral e dança.A primeira apresentação contou com a Orquestra Infanto Juvenil, regida pelo Maestro André Santos, que iniciou com o maravilhoso “Uma noite no Monte Calvo”. Após, a orquestra juntou-se ao Coral Infanto Juvenil e Infantil, regido pela professora Regina Kinjo. Essa foi a hora de Heitor Villa-Lobos com seu “Trenzinho do Caipira”, emocionar o público. O Coral Adulto encerrou com chave de ouro o canto coral do Música na Serra. Aplausos eufóricos ecoaram pelo Teatro.

WhatsApp-Image-2017-07-22-at-120153Mas, muito mais estava por vir... E veio!

WhatsApp-Image-2017-07-22-at-115812Regidos pelo maestro Jean Reis, diretor artístico do festival, a Orquestra de Violoncelos posicionou-se, apresentando Bach, o público em total silêncio sorveu a melodia emocionado. Mas, foi quando o soprano Jéssica Leão soltou sua voz, na Bachiana Cantilena, acompanhada pelos violoncelos, que o ballet do Festival fez mágica no Marajoara. Os bailarinos da academia de dança Movere, da professora Mayra Ceron Pereira, flutuaram pelo palco ao som de Bach e da voz incrível de Jéssica Leão. Uma coreografia que parecia caída do céu... Era a dança a serviço da música... Uma união perfeita e inesquecível.O público aplaudiu de pé, como que implorando que aquela imagem dançante melodiosa não tivesse fim. E não terá, porque a emoção daquele instante ficará guardada. Assim, foi a penúltima noite do Música na Serra. Um encanto! Um sucesso! E hoje, sábado, 22 de julho, grande noite de encerramento do festival com a apresentação da Orquestra Sinfônica Música na Serra, regida por Jean Reis. Noite imperdível! A partir das 20 horas, com entrada gratuita, o Teatro Marajoara, será palco novamente de mais uma emoção espetacular!

Fotos :Memorizze/André Arcenio