morauto_export Moto-Center-Bike_aprovado 10633A_banner_700x100px-3
camaralages_export
Participe pelo nosso WhatsApp

(49) 9 9119-9209

Hora local

A Escola de Artes, da Fundação Cultural de Lages, anunciou nesta sexta-feira (17 de novembro) cronograma de matrículas para as aulas de 2018

Escola-de-Artes-anuncia-datas-de-matrculas-para-vagas-em-todos-os-cursos-2

De 20 a 24 de novembro, a Escola de Artes, da Fundação Cultural de Lages (FCL) estará atendendo em sistema diferenciado. Esta iniciativa tem como objetivo o período de novas matrículas para diversos cursos na área de dança, música, teatro e artes visuais programados para iniciar no próximo ano. As idades mínimas variam de acordo com cada curso, e as vagas oferecidas da mesma forma (veja relação abaixo).Os horários de atendimentos para as matrículas são das 8h30 às 12h, e das 13h30 até às 18 horas na sede da Escola de Artes da FCL, em frente a Praça da Catedral (Praça João Ribeiro).Para formalizar a matrícula, o aluno ou responsável deverá apresentar cópias da carteira de identidade e CPF do aluno e do responsável (caso o aluno seja menor de idade) e comprovante de residência. Para os cursos na modalidade de dança, é necessária a apresentação de atestado de aptidão física, que deverá ser entregue no primeiro dia de aula.

Cursos, número de vagas e idades mínimas:

Acordeon – 3 vagas, 10 anos;

Balé – 19 vagas, 4 anos;

Coral – 40 vagas, 8 anos;

Desenho – 24 vagas, 8 anos;

Musicalização – 29 vagas, 5 anos;

Pintura em tela – 22 vagas, 16 anos;

Street dance – 48 vagas, 6 anos;

Técnica vocal – 22 vagas, 8 anos;

Teatro – 70 vagas, 8 anos;

Teclado – 10 vagas, 10 anos;

Violão – 43 vagas, 10 anos;

Violino – 26 vagas, 10 anos.

IMG2016O governador Raimundo Colombo e o presidente do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Wanderley Agostini, participaram, nesta sexta-feira, 17, da inauguração da revitalização da SC-390, no trecho de 32,4 quilômetros que vai de Campo Belo do Sul à ligação com a BR-116, na Serra catarinense.

IMG1995
O investimento do Governo do Estado na obra é de aproximadamente R$ 43 milhões. Cerca de 25 mil pessoas, que estão nos municípios que formam a Região dos Lagos, serão beneficiadas diretamente. Além do turismo, a obra vai fortalecer o potencial agrícola da região.
Raimundo Colombo destacou que o projeto do Governo do Estado contempla ainda, pela mesma rodovia, o trecho entre os municípios de Anita Garibaldi e Celso Ramos. O governador informou que os cerca de 25 quilômetros já estão em obras com investimentos de mais de R$ 30 milhões.
"Todo esse anel ficará completo ligando de um lado uma região com extraordinário potencial para a produção de grãos e, de outro, de proteína animal. É fundamental para o desenvolvimento da Serra catarinense", disse Colombo.
As obras do trecho de Campo Belo do Sul à BR-116 seguiram padrões nacionais de trânsito e segurança, com a suavização e suprimentos de curvas perigosas em pelo menos nove pontos críticos da rodovia. Foram implantadas faixas adicionais e 44 pontos de ônibus.
"A obra traz um ganho de qualidade na infraestrutura da região, vai ajudar os municípios no escoamento de suas produções do agronegócio, e, principalmente, vai melhorar a segurança das pessoas", ressaltou o presidente do Deinfra, Wanderley Agostini.
O prefeito de Campo Belo do Sul José Tadeu Martins de Oliveira, disse que a revitalização da SC-390 vai facilitar o escoamento da produção agrícola, pecuária e de florestas. Ele agradeceu ao governador pelos investimentos e recebeu a notícia do próprio governador de que semana que vêm anunciará os valores dos recursos do Fundam 2, para Campo Belo do Sul realizar mais obras estruturantes.

DSC0805 
Cobranças, indignação, revolta e até xingamentos marcaram a audiência pública sobre a pavimentação da SC-370 na tarde de quinta-feira (16), na localidade de Consolação entre os municípios de Rio Rufino e Urubici. O objetivo era discutir com a comunidade dos dois municípios e autoridades locais e estaduais, a real situação da rodovia que há 40 anos espera por pavimentação. Mas o clima “esquentou” em determinados momentos nos desabafos dos moradores.

DSC0826Mais de 500 pessoas lotaram o salão da igreja da Consolação, além dos prefeitos de Rio Rufino Thiago Costa e de Urubici Antônio Zili. Prestigiaram o evento também, o presidente da Amures prefeito de Otacílio Costa Luiz Carlos Xaxier e os prefeitos de Urupema Evandro Frigo e o Bom Retiro Vilmar Neckel.
O deputado estadual e presidente da Assembleia Silvio Dreveck, estava acompanhado dos colegas deputados Gabriel Ribeiro, Cleiton Salvaro e Ricardo Guidi. A Secretária executiva da ADR de São Joaquim Solange Pagani, representou o governador Raimundo Colombo. A secretária executiva da Amures Iraci de Souza apresentou um histórico da rodovia e lembrou que o projeto executivo da rodovia que custou R$ 1.9 milhão está pronto há quatro anos e infelizmente engavetado.
O prefeito Thiago Costa lembro que a pavimentação da SC-370 é uma luta de todos e que a audiência foi necessária para mobilizar autoridades e comunidade. “Essa rodovia é compromisso histórico e esperamos que sua execução seja incluída na próxima operação de crédito do Estado junto ao Banco Americano de Desenvolvimento – BID, prevista para 2018”, declarou Thiago Costa.
O prefeito de Urubici Antônio Zili lembrou que por diversas vezes a SC-370 já foi indicada como prioridade por governos anteriores. “Vamos ser sinceros senhores deputados, eu não acredito nessa obra. Moro aqui há 60 anos e vi construírem pontes, galerias e bueiros e a obra nunca saiu do papel. Hoje estamos fazendo audiência pública em mais uma tentativa de ver a obra. Lamentável, porque esta é a rodovia da redenção econômica desses dois municípios”, desabafou Zili.
Além do traçado turístico, a SC-370 é vital para a economia de Rio Rufino e beneficiará diretamente os municípios de Urupema, Painel e Bocaina do Sul, encurtando significativamente as distâncias. O traçado original da rodovia sempre teve um objetivo claro, o Porto de Imbituba.
Vaias e até palavrões marcaram a manifestação da comunidade contra os deputados e representantes do governo do Estado. Dentre as cobranças apontaram que a não pavimentação da SC-370 é um problema político e não econômico. Um representante da comunidade até comparou o custo da rodovia orçado em R$ 120 milhões, como não sem do nada em comparação aos R$ 700 milhões que o Estado gasta por ano só para manter as Secretarias Regionais.
A extensão da SC-370 é de 30,3 quilômetros e sua reivindicação é da década de 1970. Sua importância é estratégica para o escoamento da produção de leite, frutas, pecuária, hortaliças e para o turismo regional.
 
Colombo: “obra depende de análise do BID”
 
Em Campo Belo do Sul na manhã desta sexta-feira (17) para inauguração das obras de recuperação da SC-390, o governador Raimundo Colombo disse que a execução da SC-370 dependerá de análise técnica do Banco Americano de Desenvolvimento – BID.
“Os técnicos analisam quantos veículos trafegam na rodovia por dia, qual seu potencial econômico futuro e dentre outros estudos, que tipo de impacto ela trará para o desenvolvimento das comunidades. É disso que depende sua viabilidade”, explicou o governador.
Colombo admite que com recursos próprios o Estado não tem condições de arcar com os custos da SC-370. Mas que já tem previsão de contratar um novo financiamento com o BID ano que vêm e a ligação de Rio Rufino e Urubici será prioridade.

estrada
 

Plano-de-Desenvolvimento-Economico-de-Lages-comeca-a-tomar-forma-1-3Lages aderiu ao programa Cidade Empreendedora do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina. O lançamento oficial ocorre na próxima semana, dia 23, às 10h30min, na Associação Empresarial de Lages (Acil), integrando a programação de aniversário da cidade. 

o-coordenador-regional-Serra-Catarinense-do-Sebrae-de-SC2c-Altenir-AgostiniAntes disso, prefeitura e a entidade realizam uma série de seminários para discutir e apontar alternativas para os setores metalomecânico, tecnologia e inovação, florestal e madeireiro, turismo e comércio e agronegócio. Os encontros estão agendados para os dias 20, 21 e 22.O coordenador regional do Sebrae, Altenir Agostini, lembra que as ações em Lages já começaram e há alguns dias o Plano de Desenvolvimento Econômico começou a ser desenhado no encontro com representantes de diversos setores.  Nessa reunião ficaram definidos alguns eixos de trabalho.“Nos seminários, vamos conhecer as demandas de cada setor, entender sua participação na economia do município e avaliar de maneira estratégica de que forma podem aumentar sua contribuição para o crescimento econômico local”, destaca Altenir.Os grupos de trabalho formados por lideranças empresarias e sociedade farão um diagnóstico de seus setores de atuação pensando em ações futuras para diminuir ameaças e potencializar os pontos fortes.

Cidade Empreendedora
As ações do Programa Cidade Empreendedora, desenvolvido em parceria entre o Sebrae  e a prefeitura, integram o Plano de Desenvolvimento Econômico do Município (PEDEM).  A ideia é desenvolver e implantar estratégias para fomentar o desenvolvimento econômico. O Sebrae disponibiliza metodologias, instrumentos e expertise nos aspectos estratégicos a serem potencializados.A solenidade de lançamento oficial em Lages terá a presença do governador Raimundo Colombo e do superintendente estadual do Sebrae, Carlos Guilherme Zigelli.  O Programa Lages Cidade Empreendedora compreende 34 ações diferentes. Elas serão implementadas em diversas áreas até o fim de 2018.
 
 
 Texto e fotos: Catarinas Comunicação 

IMG1858Com investimentos de quase R$ 1 milhão, o Governo do Estado entregou nesta sexta-feira, 17, para a comunidade de Anita Garibaldi, o ginásio de esportes Gecy Aparecida Fernandes Suppi, na Escola de Educação Básica (EEB) Padre Antônio Vieira. A inauguração contou com a presença do governador Raimundo Colombo e da secretária adjunta de Estado da Educação, Elza Moretto, entre outras autoridades, pais, alunos e professores.
"A educação é um dos pilares mais importantes na formação de uma sociedade melhor e na reconstrução dos valores que aprendemos no convívio saudável e comprometido com o futuro. E esse espaço agora oferece mais qualidade em todo o processo pedagógico e promove o lazer, a integração e dá um ganho importante na infraestrutura da escola", disse o governador Raimundo Colombo, destacando que o Governo do Estado tem investido, principalmente, na ampliação da oferta do ensino em tempo integral.
A EEB Padre Antônio Vieira atende 508 alunos do ensino fundamental e médio regular. Além da comunidade escolar, alunos atletas do Clube Esportivo Recreativo Anitense (Cera) também vão utilizar o espaço para as atividades esportivas. O Cera é o proponente de um projeto que atende cerca de 200 crianças e adolescentes nas modalidades de vôlei feminino e futsal masculino nos municípios de Anita Garibaldi, Celso Ramos, Cerro Negro e Pinhal da Serra, no Rio Grande do Sul.
O prefeito João Cidinei da Silva, agradeceu ao governador pelos investimentos na educação e lembrou que as obras da pavimentação da SC-390 até Celso Ramos, trarão um grande impulso para a economia de Anita Garibaldi. Sobre o Fundam 2, o prefeito lembrou que o projeto do asfaltamento do bairro Borges até a saída para Campos Novos está pronto.
“Esse projeto é um sonho da comunidade de Anita Garibaldi e vamos o realizar com apoio do governador Raimundo Colombo”, declarou João Cidinei da Silva.

IMG1871 
Ginásio Gecy Suppi
 
O nome do ginásio inaugurado na escola Padre Antônio Vieira, em Anita Garibaldi, é uma homenagem à professora Gecy Aparecida Fernandes Suppi, que ingressou no ano de 1975 e desenvolveu suas atividades em escolas da região, sendo que na EEB Padre Antônio Vieira permaneceu até o falecimento em 2007.Gecy atuou como alfabetizadora no estado do Pará, pelo projeto Rondon, e recebeu menção honrosa por ter completado 30 anos de serviços prestados ao Estado de Santa Catarina.